Em um mercado cada vez mais competitivo, é preciso estar atento a diversos fatores para se diferenciar da concorrência. Produto de qualidade, frete grátis, menor preço e melhor atendimento são fatores que contam muito nessa hora. Para conseguir atender a todos eles, sem ficar no vermelho, é preciso traçar um planejamento de redução de custos eficaz.

Separamos algumas dicas essenciais para que você consiga alcançar os melhores resultados possíveis. Continue a leitura e descubra quais são.

Vamos nessa?!

#1 Planeje seus custos reais

Como tudo na vida, para se atingir uma meta é preciso planejamento, dedicação e disciplina.

Coloque no papel todos os custos para manutenção do seu negócio, que podem ser: aquisição de produtos ou matéria-prima, mão de obra, softwares, taxas bancárias, energia, suprimentos, loja virtual, frete, etc.

Saber quanto cada um desses custos representa, em porcentagem no seu orçamento, ajudará a identificar onde reduzir gastos supérfluos e evitar desperdícios, permitindo repassar essa economia em forma de um preço mais competitivo para os seus clientes.

#2 Organize sua estratégia de marketing

Não investir em marketing para o seu negócio é um tiro no pé; portanto, a questão aqui não é cortar esse investimento, mas sim otimizá-lo, de modo a realizar mais vendas com o mesmo investimento, o que, na prática, é uma redução de custos.

Se você pensa que os custos de marketing e manutenção de loja virtual estão ficando muito pesados e sem retorno, considere migrar seu e-commerce para um marketplace. Lá, além de ter uma vitrine exclusiva para o seu negócio, você contará com todo o suporte da plataforma, investimento maciço em marketing e não terá quase nenhum custo, somente quando vender algo.

#3 Controle os custos logísticos

O frete, além de ser um dos pontos mais delicados na manutenção da satisfação do cliente, é também um dos que mais pesa na composição do valor dos produtos, principalmente se você oferece a opção de frete grátis como atrativo.

Para não errar, a dica é que você realize cotações com transportadoras independentes, que não os Correios. De preferência, faça um relatório do seu movimento mensal e encaminhe para algumas, para que apresentem propostas mais atrativas e fiquem com todas as entregas.

Apesar de parecer distante para alguns setores, o transporte aéreo não é um bicho de 7 cabeças, e até pode ser mais vantajoso que o rodoviário para volumes pequenos e com peso de até 2kg.

#4 Faça integração ERP para redução de custos

Integrar o seu ERP à loja virtual ou marketplace é uma ótima maneira de reduzir o retrabalho no cadastramento de produtos em cada uma das plataformas. Isso garante que tenha mais tempo para se dedicar às vendas.

Outro fator importante em utilizar um gateway de integração é a redução de erros de digitação, por exemplo, que podem gerar gastos extras com re-entrega, ou até mesmo cancelamento de pedidos.

#5 Renegocie com fornecedores

Se você já está há algum tempo no mercado e possui uma boa demanda recorrente, esse é o momento certo para renegociar os preços dos produtos que compra dos seus fornecedores.

É bem provável que eles estejam dispostos a reduzir os valores para manter a fidelidade de um bom cliente.

Buscar novos fornecedores e realizar testes também pode ser uma boa estratégia num estágio inicial.

#6 Fidelize seus clientes

Não adianta nada você oferecer preço e deixar de entregar valor aos clientes. Por isso, não peque nesse quesito: não faça promessas enganosas, presentei seus clientes fiéis com descontos ou brindes, e não deixe de parabenizeá-los no seu aniversário.

O atendimento de qualidade deve ser uma das suas prioridades. Redução de custos aqui está fora de moda. Em uma situação de insatisfação é o atendimento que ditará se ela terminará bem ou se manchará de vez a imagem da sua empresa.

Agora que você já sabe como reduzir os custos da sua loja virtual e fidelizar a clientela, que tal começar sua estratégia testando o All Integra e sincronizar seu ERP com todas as plataformas onde vende? Aproveite esta oportunidade!